O cooperativismo e a constituição de vínculo empregatício

    • Em 26 de janeiro de 2018
    As cooperativas de trabalho foram regulamentadas pelas leis nº. 5.764 de 1971 e nº. 12.690 de 2012, que estabelecem diretrizes para sua formalização, como a adesão voluntária e livre, gestão democrática, participação econômica dos membros, entre outros que estão elencados no artigo 3º da Lei nº. 12.690/2012. A constituição da cooperativa poderá ter como finalidade […]
    Saiba Mais

    TST referenda demissão em massa nos termos da reforma

    • Em 10 de janeiro de 2018
    Seguindo o que havia anunciado, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Ives Gandra Martins, não deve criar obstáculos no judiciário para a reforma trabalhista aprovada no Congresso Nacional e vigente desde novembro de 2017. Em decisão recente o ministro manteve a legalidade da demissão em massa de cerca de 150 professores de […]
    Saiba Mais

    Como os sistemas eletrônicos violam os direitos dos contribuintes

    • Em 2 de janeiro de 2018
    Chegamos ao final de mais um ano fiscal, mas com novos problemas a serem enfrentados pelos contribuintes. De um lado, a dita “facilitação” ao cumprimento das obrigações acessórias por meio da implantação, em quase sua totalidade, do SPED e do esocial. De outro, as dificuldades práticas ao exercício de direitos já reconhecidos aos contribuintes. Me […]
    Saiba Mais

    TERCEIRIZAÇÃO: AS NOVAS FORMAS DE CONTRATAÇÃO E O CASO “GUARARAPES”

    • Em 24 de novembro de 2017
    O ano de 2017 foi marcado pelas alterações no corpo da CLT e nas regras da contratação de mão de obra terceirizada, em especial na forma de pessoa jurídica. Alguns vão dizer que se trata de precarização de direitos trabalhistas e outros que se tratam, na verdade, de uma adequação das regras rígidas de um […]
    Saiba Mais

    Limbo previdenciário e ação regressiva

    • Em 31 de agosto de 2017
    A despeito da flagrante ilegalidade na “Cobertura Previdenciária Estimada” (COPES), também conhecida por “Sistema de Alta Programada”, a Justiça do Trabalho entende que é de responsabilidade do empregador o pagamento do salário após a alta previdenciária, mesmo quando, após avaliação de retorno pelo médico do trabalho, fique evidenciada a incapacidade laboral do empregado. Esse “sistema” […]
    Saiba Mais

    rararararararafvcx vzxcsdzxvc